Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

Parte 1

Quem me dera,  conseguir ser dessas, que viram as estrelas. Mas eu sou filha da tempestade, da chuva, e do tornado. O sol não foi pai, Ventos quentes não foram mãe, E quando a primavera finalmente chegou, Eu não a vi. /////
Durante a minha curta e pequena existência, tive dois sonhos que me fizeram acordar em pranto.
O primeiro, foi na noite antes de a minha avó falecer.
Sonhei que estava deitada no peito dela, enquanto se despedia de mim.
Passava-me a mão na cabeça infinitas vezes enquanto me assegurava que ia ficar bem, mas que estava na hora de partir.
Foi estranho, porque era assim, naquela mesma posição, que me costumava adormecer em miúda.
Acordei cheia de suores frios, com a dúvida se realmente eu tinha sonhado, ou se algo estranho se teria passado naquela madrugada, em que quase jurei sentir o cheiro da laca que usava no meu quarto. (Jesus, como eu odiava o cheiro daquela laca enquanto a tinha, e as saudades que hoje sinto).
A verdade, é que depois de adormecer, acordei com uma mensage…

Mensagens mais recentes

E agora?

adeus primavera

jardim de jasmim

NÃO ERA SUPOSTO

Vinte e cinco anos, honestamente sem saber o que fazer

Desculpa-me

E eu?

Floripes

lê e cala-te

depois de ti